MJMoonwalker
Seja Bem vinda(o) ao fórum MJMoonwalker , para visualizar os nossos tópicos faça login ou inscreva-se.
Dispomos de uma grande variedade de material sobre o King of pop, desde Downloads, Notícias até a uma galeria de fotos de todas as épocas da vida do astro.

MJMoonwalker

Se vocês precisarem de sinônimos para as palavras – talento, carisma e genialidade não procurem um dicionário. Apenas digam um nome: Michael Jackson
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

  A "Última" Entrevista de Michael Jackson - Verão de 2008

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Tixa
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 3665
Data de inscrição : 11/10/2009
Idade : 26
Localização : Quarteira

MensagemAssunto: A "Última" Entrevista de Michael Jackson - Verão de 2008   Sex Nov 19, 2010 11:48 am

Em 2008, Michael Jackson deu aquela que foi, supostamente, a sua última entrevista. Infelizmente, até o momento o áudio prometido ainda não foi disponibilizado ao público. Eis aqui a transcrição publicada.


Entrevistando Michael Jackson

Por Chuck Dakota, publicada em 21 de julho de 2009


Traduzida por Femme, exclusivamente pra o MJ Dreamer. Proibida a reprodução, em respeito aos direitos autorais.



CD: Você é, sem dúvida, o maior artista que já existiu. Olhando para trás, alguma vez você imaginou que seria o rei do pop?

MJ: [risos] Uau. Muito obrigado. Isso é maravilhoso de se dizer. Eu não acho que eu, na verdade, tinha um controle sobre o que fizemos até "Thriller". Quando eu era criança, eu não entendia tudo isso. Joseph nos dava cheques de Barry a cada semana, e eu tinha dez, onze anos, e tinha centenas de milhares de dólares entregues a mim a cada semana, e tudo que eu queria era um amigo para jogar bola e um pacote de chiclete. Eu realmente posso dizer com toda a sinceridade que, quando eu era jovem, eu queria parar e ser apenas uma criança com o assombro do mundo.



CD: Você diz que isso nasceu para você com Thriller. O que você quer dizer com isso?

MJ: Muita gente não sabe, mas "Thriller" é meu. Eu tinha ele na minha cabeça desde o dia em que estava com meus irmãos tocando em clubes às duas ou três da manhã. Como eu nunca podia jogar com crianças ou participar de um time de beisebol, eu ficava até tarde da noite escrevendo poemas e histórias. Lembro-me que gostava de fantasiar sobre o que escrevia e acho que muito do que saiu foi o meu sonho do que eu realmente queria. Eu guardei tudo que eu já escrevi, e quando eu estava fazendo "Thriller", eu peguei um pouco do que eu compus e adaptei-o para o álbum do qual me orgulho muito. Como "Thriller" era minha própria criatividade, que me fez realmente cair de amor pela música, porque pela primeira vez, eu era capaz de me expressar e liberar todas estas emoções e se você ouvir o álbum, e eu quero dizer realmente ouvir, você pode reparar que a maioria das canções que escrevi veio da alma.



CD: Michael, você foi o rei do palco desde o primeiro dia. Você não teve que se esforçar para isso, você o tinha e deu para o mundo. Você tem algum arrependimento?

MJ: Novamente obrigado por palavras deste tipo. Isso é maravilhoso. Eu estava conversando com um dos meus queridos amigos no outro dia e nós estávamos refletindo sobre o passado e acho que se eu pudesse ter mudado algo teria sido a chance de ser uma criança mais um pouco. Lembro-me de ir para os estúdios e ver as crianças brincando e como tudo que eu queria era ser um deles. Eu teria dado tudo no mundo pela chance de trocar de lugar com eles apenas por um dia.



CD: Michael que você viveu sua vida inteira na mídia. Tudo, desde os ossos do homem elefante até ter bebês alienígenas. Como você lida com tudo isso?

MJ: [risos] .. Os ossos do homem elefante foi um dos top 10. Eu sempre disse que quanto maior a estrela, maior o alvo, e de maneira nenhuma estou dizendo que eu sou melhor do que ninguém, mas por causa da maneira que eu vivo e escolho viver, e do que eu tenho realizado, a maior parte da imprensa sente que podem fazer qualquer coisa e, enquanto tiver o meu nome nele, isso venderá .. Tudo o que posso dizer é não para esse lixo. Isso é tudo o que é, lixo e o que eu quero que as pessoas e meus fãs saibam é que quando você compra esse lixo, você está colocando dinheiro em seus bolsos e isso me dói. Eu sou um ser humano, não uma aberração ou Wacko Jacko, apenas um homem tentando criar os seus filhos e viver em paz.



CD: Michael, como os seus filhos mudaram você?

MJ: [profundo suspiro] Oh, uau .. Tudo. Tudo mudou. Eu sempre quis ter filhos e eu sou tão abençoado pelo Senhor por ter esse tipo de amor na minha vida e vou fazer tudo e qualquer coisa que eu puder para fazer de meus filhos amantes do mundo, e não moleques mimados com a colher de prata. Eu quero que eles vejam o mundo com admiração e não tenham medo e tenham objetivos e vivam a vida em sua plenitude e eu acompanho cada passo que eles dão, e eu acordo por eles e sigo em frente por eles. Pela primeira vez na minha vida, tudo isso tem um propósito e é meus filhos. O inferno, a dor, a solidão estavam me levando para eles o tempo todo.



CD: Vamos falar sobre a corrida dos anos 90. Você teve enorme sucesso naquela década, mas a imprensa diminuiu isso. Você vendeu milhões de discos, teve grande sucesso e eu estou querendo saber se é por isso que demorou a lançar mais música?

MJ: Sem dúvida. Eu estava tão irritado com a mídia dizendo que os álbuns foram fracassos totais. Eles venderam milhões de cópias, como você disse e estavam no ar maciçamente e isso ainda não era suficientemente bom. Eles queriam se concentrar em outras coisas e eu acho que nós sabemos o que são, sem entrar na questão, mas o ponto é que eles vão se dedicar a fazer notícia partindo do nada, quando eu lhes dei muito para fazer a notícia, do que era verdadeiro e honesto, como vender 7 ou 8 milhões de cópias, estreando no número 1, eu poderia seguir assim por diante mas é a mesma velha história .. se Michael faz isso, vamos queimá-lo em qualquer outra coisa.



CD: Você tem planos para novas músicas ou talvez uma turnê?

MJ: Bem, eu vou lhe dizer algo que você pode não acreditar .. [risos]. Tenho centenas de músicas já reservadas anteriormente para quando eu quiser lançar um novo álbum. Quando estou no estúdio, eu canto até não puder cantar mais, porque eu escrevo o tempo todo. Crio batidas e ritmos e trabalho em novos passos de dança o tempo todo, mas as pessoas não vêem esse lado meu. Eu quero fazer um novo álbum, mas tenho de fazer direito. Eu quero que ele seja maior do que "Thriller" e eu sei que posso fazê-lo. Estamos discutindo sobre alguns shows, mas agora ainda são informações confidenciais, mas estamos conversando e e está chegando.



CD: Este, meu amigo, vai ser o maior espetáculo do mundo. Eu mal posso esperar. Lembro-me que era apenas um jovem DJ quando você se apresentou no Arrowhead Stadium em 84 ou 85. Quanto trabalho exige um novo álbum ou turnê?

MJ: [risos] Kansas City, certo?


CD: Sim. Quando os grandes se apresentaram ...

MJ: [Com emoção] Sim, sim.. Eu me lembro que .. eu comi costelas em Kansas City, pela primeira vez, e fiz Joseph comprar-me quatro ou cinco pacotes para comer no avião...[risos]. É realmente muito trabalho. Não sou do tipo que diz: "vamos fazer uma turnê e contratar alguém para organizar tudo", isso independentemente se é só na MTV, com meus irmãos ou uma turnê mundial. Eu desenvolvo todos os detalhes, o que leva anos. É por isso que eu não faço isso o tempo todo! [risos].



CD: Por falar em MTV, como isso faz você se sentir, saber que você foi um .. o único .. quem quebrou as barreiras e fez ser o que é hoje?

MJ: Dizem que a imitação é uma dos maiores forma de elogio, e alguns deles simplesmente não podem fazê-lo .. [risos]. Chuck não leve isso ao ar, as pessoas vão ficar bravas comigo .. [risos]. Eu só estava brincando ... Eu considero isso uma das maiores conquistas que eu fiz e estou muito orgulhoso dos artistas que seguem minhas pegadas e as levam em uma nova direção. Muitas vezes me pergunto de que maneira a música seria se não fosse por "Thriller". Eu sei o que ele fez ao mundo e à música e, às vezes eu só me pergunto quão diferente teria sido sem ele.



CD: Michael, em todas as entrevistas que eu já ouvi ou li, você sempre se remete a "Thriller". Na minha opinião, você teve tantas grandes obras de arte... Não música, mas arte. Então, por que você usa "Thriller" como exemplo?

MJ: Isso é uma grande questão, Chuck. Uau .. Bem, eu acho que é porque ele era meu. Foi a primeira vez que eu tinha o controle completo do começo ao fim e me permiti trazer tudo o que estava zumbindo na minha cabeça para a vida...[risos]. Agora as pessoas vão pensar que eu ouço vozes [risos]... vou desistir de ser eu mesmo falando [risos]. Desculpe, eu me deixo levar, às vezes ... Ele é o meu Gênesis. É o começo do que eu considero a carreira de Michael Jackson. Os outros antes dele, tenho muito orgulho deles, mas por outro lado, o que se retrata em "Thriller" era meu e foi o que pavimentou o caminho para o que minha música poderia ser. É como um roteiro e eu o segui em cada batida, desde então até agora.



CD: Isso é tão legal... Eu li sobre qual a sua música favorita e o que você gosta de ouvir, mas qual é a sua favorita das canções de Michael Jackson?

MJ: Boa tristeza ...Isto é como o perigo final. Faça as questões mais difíceis à medida que avançamos [risos]. Eu tenho muitas que são especiais pra mim. Cada música representa algo tão especial na minha vida, do trabalho de caridade que eu faço, ao amor nos relacionamentos, a paz no mundo, então eu não posso escolher uma porque cada uma veio da minha alma. Não apenas caneta e papel com uma letra que rima ...



CD: Vamos falar um pouco sobre a caridade. Você tem um Guinness Record por ser o maior apoiador de instituições de caridade do mundo artístico.

MJ: Sim. É muito agradável. Meu filho me disse que ganharia um [Guinness] por comer mais frango frito [risos]. Minha querida mãe incutiu em mim desde muito jovem o dar de volta, e como eu cresci em Deus, eu sabia o que tinha que fazer isso como um crente em Cristo. Eu odeio ver o sofrimento, eu odeio ver as pessoas passando necessidade e eu sinto que Deus me deu um dom e eu tenho que usá-lo de forma responsável, retribuindo e eu vou fazer isso, até que eu tenha moedas de um centavo na mão esquerda ou que o Bom Senhor me chame para casa.



CD: Você não é assim só com a caridade, mas também com os seus fãs?

MJ: Eu amo meus fãs. Quer dizer, eu realmente os amo e se eu pudesse conhecer cada um deles, eu o faria. Eu assisto televisão e vejo shows que acompanham outras celebridades e como eles ficam tão loucos com fãs querendo dizer "oi" ou pegar um autógrafo ... Eles me fizeram. Então, se posso dar-lhe dois minutos do meu tempo e um amistoso "olá", isso vale a pena. Eu vivi minha vida pelos fãs e eu vou morrer pelos fãs.



CD: Michael, me conte um dia típico na sua vida?

MJ: Bem, é muito entediante... [risos]. Depois que eu converso com os ET's ...[risos] não leve isso ao ar, eu posso vê-los escrevendo essa história, agora...[risos] Eu começo o dia por volta das 6h30 ou 7h. Tomo um banho, tiro os meus filhos da cama e tomamos café da manhã. Eu resolvo o que eles querem e então eu vou ter uma reunião ou ler enquanto as crianças brincam e depois já está na hora do almoço e nós comemos e passamos a tarde, talvez jogando um jogo, ou assistindo TV ou um vídeo, e eu vou aprontá-los para o jantar, e à noite podemos ficar acordados até tarde para ir às compras ou algo mais divertido para as crianças. Ponho eles para dormir, leio uma história para eles, e então passo o resto da noite pondo em dia o meu e-mail e coisas assim. Apenas um pai típico.



CD: Finalmente, Michael, qual a única coisa que você quer que o mundo saiba sobre você?

MJ: Bem, para não ler tudo que você acredita [risos]. Eu só quero que meus fãs saibam que eu não estou acabado. Eu não joguei a toalha e eu estou voltando maior do que nunca. Eu devo isso a eles, eu devo isso a mim e eu devo isso aos meus filhos. Eu quero que eles saibam o que o seu pai pode fazer, não apenas ler sobre o que ele foi e o que tinha criado há vinte anos atrás.


P.S. Para conhecer os bastidores desta entrevista, clique aqui: http://mjdreamer.ativoforum.com/debates-mj-invincible-f4/entrevistando-michael-jackson-minhas-tres-horas-com-o-rei-do-pop-por-chuck-dakota-t246.htm#902


Fonte: AssociatedContent

_________________

*Morre a estrela mas o brilho continua a iluminar-nos*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://mjmoonwalker.ativoforum.com
 

A "Última" Entrevista de Michael Jackson - Verão de 2008

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» [YT] Entrevista de Michael Jackson à Bárbara Wlaters - 1997 ( Legendado )
» Michael Jackson: A verdade chocante sobre os Arquivos do FBI
» Jason Pfeiffer volta a dizer que teve caso com Michael Jackson
» Mãe de Michael Jackson: «O meu filho não era molestador»
» Lindsay Lohan cumprirá pena como faxineira de necrotério onde ficou Michael Jackson

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
MJMoonwalker :: Reinado :: Arquivos Moonwalker-