MJMoonwalker
Seja Bem vinda(o) ao fórum MJMoonwalker , para visualizar os nossos tópicos faça login ou inscreva-se.
Dispomos de uma grande variedade de material sobre o King of pop, desde Downloads, Notícias até a uma galeria de fotos de todas as épocas da vida do astro.

MJMoonwalker

Se vocês precisarem de sinônimos para as palavras – talento, carisma e genialidade não procurem um dicionário. Apenas digam um nome: Michael Jackson
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Livro: Como se faz um ícone

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Anoka Rosa Jackson
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 3968
Data de inscrição : 11/10/2010
Idade : 58
Localização : Lauro de Freitas - Bahia

MensagemAssunto: Livro: Como se faz um ícone   Ter Nov 13, 2012 6:40 am

Quais são os principais ingredientes que tornam uma estrela pop num ícone? Luz, cores, brilhantes e ajustes constantes. Michael Bush, que vestia Michael Jackson no palco e fora dele, explica como.

A primeira vez que Todd Gray fotografou Michael Jackson, em 1974, ele estava em estúdio com os restantes Jackson Five e com Stevie Wonder, atento às mãos do mestre que misturavam o som, isolado e pensativo. Usava calças que não lhe serviam, recorda Gray no livro de fotografia Michael Jackson, Before He Was King.

Em 1979, Gray via uma cena diferente: todos se afadigavam em torno de Michael, prestes a receber a platina por Off The Wall. Em palco, tudo brilhava. Ele ainda não era rei, mas já sabia, como os Jackson Five, que as lantejoulas dos pés à cabeça tornariam indeléveis algumas imagens. Como as de uns pés impossivelmente verticais, com meias cravejadas de brilhantes.

"Se não me conseguem ver a dançar, para que é que estou aqui?", perguntava Jackson, segundo conta o seu figurinista e amigo de décadas Michael Bush. "Ele queria que, ao fazer o moonwalk em palco, de sapatos pretos, calças pretas, num fundo preto, as pessoas olhassem para os pés, porque antes de mais ele era um bailarino. Os olhos, com o branco e com o brilho, são obrigados a ir para lá, tal como as mãos - e daí a luva branca com brilhantes", explica Bush ao PÚBLICO, que acabou de lançar o livro de recordações, inéditos e esboços The King of Style: Dressing Michael Jackson.

"E o mesmo é válido para o comprimento das calças - quanto maior o estádio, mais curtas as calças. Às vezes ficavam cinco centímetros mais curtas."

Bush está a viajar pelos cafés Hard Rock do mundo (passará por Lisboa em 2013) para assinalar o lançamento, a 30 de Outubro, do livro. Ao telefone a partir de Londres, repete como se sente humilde perante a adoração por Michael Jackson e pelo seu quinhão na construção (sim, porque os ícones pop são como um edifício, construídos e alicerçados de forma meticulosa) da imagem e do ícone, que morreu a 25 de Junho de 2009.

Bush, que com o seu falecido companheiro Dennis Tompkins trabalhou alguns dos seus figurinos e roupas, não viveu os anos Jackson Five, pré-blusão Thriller, pré-dourados dos anos 1990, em que se foca o livro de Gray. Mas em Before He Was King já mora o vermelho do cabedal de Beat It (sintomaticamente, a última vez que Gray fotografou Jackson), já um ícone.

Porque o rei da pop "tentava mergulhar na psicologia dos fãs", lembra Bush, e é da vontade de cativar as mulheres que vem, por exemplo, o "visual do uniforme militar", cuja construção e modelagem "nos põe direitos, ajustados ao corpo, favorecendo-nos". E hoje, Beyoncé "aparece com um casaco Balmain de inspiração militar, e o designer perde um pouco o seu nome, porque as pessoas dizem é que ela usou um casaco Michael Jackson".

O músico "compreendia e estudava muito a psicologia e o cérebro humano, sabia que o vermelho dilata as pupilas e que o olho se lembra do vermelho", afirma Bush sobre os casacos de Jackson. E ser lembrado, inesquecível, é o objectivo maior e a definição de um ícone pop.

Marcel Danesi, professor de Semiótica e Antropologia Linguística na Universidade de Toronto, qualifica Marilyn Monroe ou Elvis Presley como ícones pop. São exemplos fáceis, testados pelo tempo, com imagem, talento e culto a condizer. E, neste contexto, o autor de Popular Culture associa esta expressão de "ícone pop", uma celebridade que ganha um estatuto que atravessa toda uma cultura e tempo, aos ícones religiosos. "A devoção dos fãs é do tipo religioso", escreve sobre Elvis.

"A cultura de celebridades substituiu de muitas maneiras a cultura religiosa no mundo contemporâneo." "Todos temos deuses, como disse Martin Luther King, é tudo uma questão de quais" adoramos, dizo jornalista e crítico cultural Chris Hedges, citado por Danesi, sobre a sociedade americana em Empire of Illusions - The end of literacy and the triumph of spectacle.


Publico PT

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Minha homenagem àquele que me deu a vida!
Pai, I love you more and forever!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 

Livro: Como se faz um ícone

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» Dicas para estudo ?
» Como limpar escala? [resolvido]
» Livro ContraBaixo para Leigos
» Revelada: Capa do livro “You Are Not Alone” de Jermaine Jackson
» Livro Michael Jackson Conspiracy

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
MJMoonwalker :: Banca de Notícias :: Notícias Fiáveis-